quarta-feira, 17 de abril de 2019

Vocalista do 4 Strings : A verdade revelada

Olá,meus caros e queridos leitores?. Como estão?. Espero que bem. Eu sei,eu sei. Eu demorei pra caramba para fazer o primeiro post de 2019. Recebi várias mensagens de leitores dizendo: ''Ana,quando você vai voltar a postar coisa lá no blog?'',''Abandonou o blog?',''Estamos com saudade dos seus posts''.

O negócio anda meio corrido. Me desculpem pela demora. Mas,seu pedido é uma ordem e já estou por aqui. Sejam todos bem vindos e obrigada pela visita!!!.

Um pouco antes de receber essas mensagens,eu já estava com a ''mão na massa'' para voltar a postar. O cérebro chega a sair fumacinha. Mas,''simbora''.

E o primeiro post do ano é revelador. Já faz um tempinho que eu fiquei sabendo dessa informação e fiquei de boca aberta,tipo assim : *O* (isso seria a minha reação haha,foi o que consegui...).

ATENÇÃO AMANTES DA DANCE MUSIC DOS ANOS 2000: Essa informação bombástica vem de um projeto muito bacana,que só produziu musicão nos 00's. Eu falo ''projeto'',mas são 2 DJs/produtores talentosos vindos lá da Holanda. E eles são : 4 STRINGS (Carlo Resoort & Jan De Vos).

O babado é forte e quente. Seguraaaaa!. O assunto em questão só poderia ser um : A voz de suas músicas. É,aquele assunto que a gente entorta o nariz e fica #chateado. É isso daí mesmo.


4 Strings é um dos nomes mais f*dásticos quando falamos de Trance. Pelo menos eu penso assim. Os caras nos presentearam em 2001 com uma das mais belas canções EVER.
Qual é a canção?. Resposta : Into The Night.

Into The Night (2001) é um trance instrumental fantástico. Depois,os caras resolveram colocar um vocal. Ficando intitulado assim : Take Me Away (Into The Night). O resultado só poderia ser um : Sucesso.

Você ouve essa canção e simplesmente viaja. É difícil descrever em palavras exatas. O que se tinha antes (o instrumental) já era primoroso e aí os caras vão lá e colocam uma voz de ANJO pra cantar. Sem mentira nenhuma,uma das MAIS BELAS VOZES que eu conheço. Tem como ficar mais perfeito?.

E aí,a música bombando,sucesso lá em cima...vamos fazer um vídeo promocional. E foi feito e é este aqui :



Daqui a pouco eu falo o que eu achava esquisito nesse clipe. Calma aí que eu já já falo...

Quando você fala ou ouve falar de 4 Strings,quem vem na sua cabeça?. Isso mesmo,a belíssima Vanessa Van Hemert. Pensa numa mulher poderosa no palco. Pensou?. Sim,Vanessa era apaixonante nas suas apresentações. Que presença!.



Frases como ''Best vocal - Melhor vocal'',''Diva'',''Queen of Trance - Rainha do Trance'',etc,são comuns nos comentários dos vídeos do 4 Strings na internet.

E o sucesso foi seguindo e eles lançaram Diving (com a mesma pegada da anterior). E mais uma vez,Vanessa se destacando com sua beleza,talento e performance.



Vanessa se tornava,cada dia mais A CARA (literalmente) do 4 Strings. Ninguém imaginava o 4 Strings sem Vanessa. Eles se completavam de uma maneira fabulosa. E a cada single,isso só se confirmava.



Todo mundo sabia da qualidade da produção das canções e álbuns do 4 Strings. Os caras eram feras. Mas,o que ficava mais evidente era o talento de sua vocalista Vanessa. Era sempre muito bom vê-la nos vídeos e é claro performando. Como aqui,por exemplo :



O último single com a presença de Vanessa foi Turn It Around,de 2004. Claro,mais um trance de arrepiar.



Mas em 2005,anunciaram a saída de Vanessa do projeto. Provavelmente,saiu para se dedicar a sua família. Porém,os caras do 4 Strings continuaram a produzir boas canções.

As frases ''4 Strings sem Vanessa não é nada'',''Sentimos falta da Vanessa'',''Desde que Vanessa saiu,o 4 Strings não é mais o mesmo'' são as que mais leio em comentários de fãs.

Podemos entender,Vanessa marcou e marcou demais em cada fã de 4 Strings e em fãs de Trance. Por muito tempo ela foi considerada por muitos,a Rainha do Trance (ou uma das mais fortes representantes do Vocal Trance).

Antes de mais nada,voltando no início,eu disse ''daqui a pouco eu falo o que eu achava esquisito nesse clipe (Take Me Away)''. Pois bem,a 1ª vez que vi o clipe (no DVD Planet Pop Vol.1) eu pensei : ''Clipe legal,música muito boa. Mas,cadê a cantora?. Num clipe,a cantora tem que aparecer. Aí tem uma galera fazendo o papel dela''. Na época eu era ingênua e não sabia das mutretas. Mesmo aparecendo gente dublando o ''take me away'' com o vento batendo na cara,eu via que aquilo ali era pura encenação barata. Fiquei com isso na cabeça por anos e aí agora com essa bomba,eu pensei ''...eu tava certa mesmo''.

Até há pouquíssimo tempo atrás,eu também considerava a Vanessa uma das fortes representantes do vocal trance. Porém,isso acabou mudando com a revelação a seguir. NÃO É A VOZ DE VANESSA que ouvimos nessas canções maravilhosas e épicas do 4 Strings.

Vanessa simplesmente não cantou NADA no 4 Strings. Infelizmente,ela foi só mais uma modelo para nos confundir. E eu digo com muita sinceridade : Ela fez muito bem o papel.porque por anos nós achávamos que ela era a vocalista e que nenhuma outra vocalista poderia substituí-la a altura.

Quando descobri,eu fiquei absolutamente DECEPCIONADA. Por mais que nós estejamos  acostumados com esse tipo de coisa na Dance Music,eu fiquei bastante triste com tal revelação.

Uma amiga (beijão,Mary) que me contou essa bomba. Faz pouco tempo e ainda não caiu a ficha completamente. A própria fan page da Vanessa (no Facebook) revelou. Sim,uma página de FÃS DA VANESSA jogo a m*rda no ventilador. Os próprios caras do 4 Strings assumiram o babado e jogaram a verdade pra todos os lados. O primeiro lugar que eu vi falarem disso foi na página de fãs da Vanessa. Segue o print da publicação :


''Esta é a pessoa real por trás da voz de 4 Strings!. Estou extremamente desapontado com 4 Strings por mentir para seus fãs! (link do YouTube). Apenas escute e você ouvirá!. O verdadeiro nome da cantora é Susann!. Não Vanessa!.''.

Susanne ''Susann'' Gesang (Teutenberg) é o seu nome. Pelas informações apuradas,Susann é uma cantora alemã,de Wettringen. Ela faz bastante eventos como cantora,por exemplo : Casamento,jantares,em igrejas,etc. Uma cantora bastante profissional.

                                            Susann cantando em um evento

Além dela fazer eventos,ser a voz das músicas do 4 Strings,ela tem um canal no YouTube onde mostra todo o seu talento. Outra coisa que ela faz bastante (que é até obvio,se tratando de uma cantora profissional como ela) é versões cover de outros artistas.

Quando eu vi esse vídeo pela primeira vez,eu confesso,lacrimejei (haha). Sério,a voz dessa mulher é poderosa demais. Te dá uma paz tão grande. Aqui temos um grande exemplo disso. Aprecie Susann cantando From This Moment,da Shania Twain :



Você fecha os olhos e só sente...

Mas,continuando. Apesar de termos aqui mais um caso de maracutaia,os caras do 4 Strings resolveram ''amenizar'' a situação. Digamos assim,pra gente não ficar tão P*TOS da cara com eles,eles fizeram algo admirável (comparando com os outros casos).

Eles chamaram Susann para uma nova parceria. E é claro,aproveitaram a oportunidade para revelar que ela é a voz real das canções do 4 Strings. Segue o print da postagem deles no Facebook :



''Estamos muito felizes em anunciar nossa reunião com Susann Gesang (Susanne Teutenberg)!. Você vai reconhecer a voz de Susanne,ela é a cantora original de nossos hits : ''Take Me Away'',''Let It Rain'',''Diving'' e mais!.''.

Isso não é sensacional?. Ok,eles erraram enganando todos nós (vocês sabem,eu não tolero isso),mas essa atitude deles é digna de aplausos. Nunca é tarde para reparar seus erros. E não foram somente os caras do 4 Strings e nós que ficamos eufóricos com esse ''come back''. A própria Susann,usando seu perfil no FB,se mostrou bem contente com isso. E mais,ainda contou como o 4 Strings surgiu em sua vida.


''Para o lançamento de "Brand new Day",a primeira gravação sob o nome "4 Strings & Susanne Teutenberg",gostaria de compartilhar minha pequena história com você.
Em junho de 2001,eu cantei no casamento de um amigo onde um dos convidados era o cantor/compositor Jan Loechel (conhecido por seu trabalho com ATB,Blank & Jones e Guru Josh) que me pediu para gravar uma de suas músicas para um então desconhecido projeto de Trance chamado 4 Strings.

Foi assim que a música Take Me Away (Into The Night) veio até mim. Em uma tarde,trabalhamos por 3 horas em seu estúdio e os vocais foram gravados. Mesmo que eu não soubesse muito sobre o Trance,foi muito divertido e o começo de algo muito especial para mim.
Take Me Away tornou-se um grande sucesso em muitos países. Chegou ao Top 40 na Alemanha,Bélgica,Holanda e Reino Unido,onde alcançou o top 15 e tornou-se um clássico do Trance desde então.

Talvez tenha sido a minha falta de envolvimento na cena Trance ou o fato de que eu não estava tão interessada em fazer turnês. Nunca fui creditada em meu trabalho,o que foi ótimo,pois fiquei orgulhoso de ouvir minha voz no rádio,em festas e TV e Nº 1 no Viva (TV alemã - Rotation : talvez esteja se referindo ao Club Rotation).

Muitos sucessos seguidos,Diving,Turn It Around e Let It Rain entre os maiores. Agora,tenho o prazer de finalmente compartilhar meu nome nesta nova colaboração do 4 Strings. Isso devo aos fãs que me procuraram através das mídias sociais ao longo dos anos.
E eu estou especialmente feliz em me reconectar com o Carlo Resort e apresentar a vocês nosso mais novo trabalho juntos novamente!.
Divirta-se e aproveite,é UM NOVÍSSIMO DIA (A Brand New Day - nome do novo single).''.

Que sensacional!. Já imaginaram ver a Susann cantando Take Me Away?. Vocês tem noção que isso pode ser possível?. Vai ser muito ''louco''. E agora com esse single novo,podemos finalmente usar a frase ''4 Strings está de volta''?. Sim,A VOZ está de volta. Por enquanto,vamos ficando com o novo single,que é bem bacana. Dá pra sentir a nostalgia. Aumenta o som aí!.



Susann merece TODO O NOSSO RECONHECIMENTO. É bom demais ver a real vocalista de volta no projeto que a revelou pro mundo. Talentos como Susann precisam ser 100% exaltados.
Ela é a dona da voz dessas músicas marcantes. A voz já é conhecida no mundo,mas sua dona está aparecendo somente agora. E já que a verdade foi revelada,temos que dar valor a essa cantora maravilhosa.
E isso já está acontecendo. Susann está absolutamente surpresa com a quantidade de mensagens de fãs do 4 Strings (e de Trance),que vem recebendo em suas redes sociais. Uma avalanche de carinho. Isso é muito bacana.


''É tão incrível receber comentários dos meus fãs de todo o mundo'' - Susann Gesang

Lembram da frase ''O 4 Strings não é nada sem a Vanessa''?. Bom,será que podemos atualizar para ''O 4 Strings e Susann fazem uma grande equipe''?. Bem,melhor,não é mesmo!?.

Estou torcendo muito para que essa parceria dure bastante. Já imaginaram apresentações ao vivo?. TORCENDO MUITO para isso acontecer em breve.  

Susann Gesang (Teutenberg):
Site oficial: http://www.susann-gesang.de/
FB: https://www.facebook.com/susanngesang/

4 Strings:
FB: https://www.facebook.com/4stringsofficial/
Twitter: https://twitter.com/4Stringsmusic

Espero que tenham gostado desse post revelador. Desculpem se me alonguei demais. Obrigada a todos que conferiram mais esse post. Nos encontramos no próximo. Até lá,pessoal!!!.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Feliz Ano Novo!

Olá,meus caros e queridos leitores!. Eu estou com a vibe lá em cima e vocês?. Espero que sim. E pela última vez em 2018...Sejam todos bem vindos e obrigada pela visita!!!.

E olha só,não é que lá se foi mais um ano?. O tempo voa,meus amigos. Já já,a gente vai estar dando boas vindas a um ano novinho em folha.

Mas é claro,como sempre,como todo ano,antes de dar as boas vindas ao ano que chega,eu tenho que agradecer ao ano que passou.

Esse ano de 2018 foi muito louco,mas foi muito bacana também. Em 2018,continuei com os posts especiais,da maneira que vocês já conhecem. Posts sempre feitos com muito carinho e dedicação,tanto por amar o que faço,quanto pelo feedback de vocês.

Nesse ano,tomei coragem de fazer algo diferente por aqui,algo que já estava com vontade de fazer há um bom tempo : Entrevistas. Foram 3 em 2018 : Maria Caprì (Martine),Linda Rocco (The Real Milli Vanilli,Masterboy,etc) e Daniela Galli (Dhany).

Prometo no próximo ano,me dedicar ainda mais para trazer um conteúdo bacana pra vocês. Irei me dedicar intensamente (na medida do possível) para conseguir mais entrevistas com grandes nomes da Euro/Dance Music. Nada que um óleo de peroba não resolva (haha).

Enfim,2018 foi um ano muito bacana pra mim e para o blog. E é claro,espero que tenha sido um bom ano pra vocês também. Se não foi,espero pelo menos ter feito a lição de casa e ter feito vocês curtirem alguma coisa boa por aqui.

Não vou me prolongar muito. Gostaria de agradecer imensamente à todos vocês,por mais um ano. Por estarem comigo,tanto aqui no blog,quanto lá na página (https://www.facebook.com/AninhahyDanceBlog/). O apoio de vocês nesse ano foi incrível,eu só tenho o que agradecer mesmo. 

Muita gente contando suas experiências da época mágica do Eurodance,gente elogiando meu trabalho,gente até se emocionado com alguma música que encontrou depois de anos,graças a um post meu. Eu leio todos os comentários (quando possível),as vezes não dá para responder todos,mas eu os leio e fico bem feliz. Sabe pombo?. Então,me sinto um,com o peito estufado (hahaha). 

Brincadeiras a parte,é real. O sentimento de gratidão é enorme e gosto muito dessa interação que temos. Rapaziada,mulherada...MUITO OBRIGADA PELO APOIO. Vocês ajudaram o meu 2018 ser melhor,tenham isso em mente. 


Obrigada pelo ótimo 2018,de coração. 

E em 2019,voltarei com tudo (assim espero haha),com muita coisa boa pra gente recordar,dançar e é claro,dividir histórias (coisa que eu adoro). Continuarei por aqui com o apoio de vocês novamente,porque sem ele,nada acontece.

Vamos esperar o novo ano chegar,em grande estilo. A minha playlist da virada já está pronta : Muito Eurodance pra balançar o esqueleto e receber 2019 com a vibe lá em cima. Que 2019 seja um ano de muitas alegrias para todos nós. E obviamente,com muito daquilo que todos nós amamos e respiramos : Música!.

A gente se encontra novamente,no ano que vem. FELIZ ANO NOVO!. FELIZ 2019!. E até a próxima!.

                                                                                                     Beijos! 
                                                                                                               Ana

sábado, 29 de dezembro de 2018

Dance Songs : 1998

Olá,meus caros e queridos leitores!. Tudo beleza por aí?. Espero que sim. O ano está acabando,mas acho que ainda dá tempo de mais um daqueles posts especiais pra vocês. O último post (especial) do ano de 2018Sejam todos bem vindos e obrigada pela visita!!!.

Isso mesmo,vamos com mais um post. Mais um daqueles que eu simplesmente adoro fazer,aqueles comemorativos. Estou falando do especial Dance Songs e no post de hoje teremos músicas do ano de 1998.


E como não poderia deixar de ser,só tem musicão por aqui. E essas belezinhas já têm 20 anos (eu não posso acreditar). Todas são maravilhosas e algumas delas me trazem belas recordações de infância. Realmente,estou me sentindo velha...

E logo de cara,vamos começar com uma música que é uma delicinha de se ouvir. Eu digo mais,é viciante,quanto mais você ouve,mais vezes você quer ouvir. E lembrando,''a música soa melhor com você'' (hehe). Estou falando de Music Sounds Better With You dos franceses do Stardust.

A letra é de Alain Quême,Benjamin Cohen e Thomas Bangalter. Mas,um ponto importante : A música contém samples de ''Fate'' da americana Chaka Khan. Então,obviamente que temos que dar os créditos também do outro lado : Dominic King e Frank Musker.

Music Sounds Better With You foi produzido por Thomas Bangalter (um dos integrantes do Daft Punk) e lançado em 1998. Nos vocais,o próprio Benjamin (Cohen) Diamond. Bora relembrar esse clássico?. Aumente o volume e embarque nessa viagem ao ano de 1998.



Esse som merece que você aumente o volume até o talo. Vamos de Club Mix.



Outro som muito show,vem chegando. E eu simplesmente adoro : Ayla - Liebe. Um trance bom demais,vindo da Alemanha. Foi produzido pelo próprio ''Ayla'' (Ingo Kunzi,que também usava/usa o nome DJ Tandu) e lançado em 1998.
Na verdade,trata-se de uma versão cover. A versão original também vem da Alemanha : Cosmic Baby - Liebe (Red),lançado em 1992. A melodia é maravilhosa em ambas as versões,porém ainda fico com a versão do Ayla. O vídeo da música foi gravado em Agosto de 1998,em Las Vegas (nos EUA). É bem louco. Bora curtir esse som aí.



É maravilhosa!. Vamos com a Club Mix.




Muita gente acha que a próxima música foi lançada em 1999,porém não. Em 1999,esta música estourou de uma maneira absurda (no bom sentido,é claro). Tocava em todos os lugares possíveis e eu me lembro bem disso (já disse que estou velha?). E lá se foram bons anos tocando essa música por aí.
Estou falando de 2 Times da talentosa Ann Lee. 2 Times foi escrito pela própria Annerley Gordon,Alfredo (Larry) Pignagnoli,Daniela (Dhany) Galli e Paul Sears.
Foi produzido por ''Larry'',lançado em 1998 e está no primeiro álbum de Ann Lee : Dreams (lançado em 1999).
É muito especial pra mim,depois de tantos anos ouvindo essa música,escrever sobre ela aqui. Ela me traz doces lembranças de um tempo muito bom. Tem um cheirinho de infância,que passe o tempo que passar,jamais apagará essa sensação. Eu comentei várias vezes sobre meus vizinhos do final dos anos 90 (eu sei que estão cansados de eu falar disso haha),eles,mesmo sem ter noção disso,me ajudaram muito a ter o gosto musical que tenho. Rolava aquele churrascão maroto,ao som de Vengaboys,ATB e é claro,Ann Lee. Mas olha só,que ''coincidência'',essa galera está no post de hoje...uau! (hehe). Deve ter sido porque na época,meus vizinhos gravaram na minha mente essas canções maravilhosas...
Bom,vamos seguindo e aumentando o volume pra curtir mais esse clássico das pistas. Oh saudade que dói!. O vídeo é uma coisa de louco,fófis (haha).



Minha nossa!. É impossível não voltar no tempo,impossível não sentir aquela época. Oh céus!. Aumeeeeenta o som aí pra curtir a Original Extended Mix.




Falando em clássico,vem mais um por aqui. E olha só,ocorreu a mesma coisa que 2 Times,com esse próximo clássico das pistas. Foi lançado em 1998,mas ganhou notoriedade em 1999. E que notoriedade,meus amigos. Um fenômeno,assim como 2 Times da Ann Lee. Me refiro a grudenta (no bom sentido,sempre) Blue (Da Ba Dee),dos rapazes do Eiffel 65.
Música de Maurizio Lobina e Gianfranco Randone (Jeffrey Jey). Letra de Maurizio,juntamente com Massimo Gabutti.
Na produção : Massimo,Luciano Zucchet,Maurizio Lobina e Gabry Ponte. Nos vocais,Gianfranco Randone. Foi lançado no final de 1998 (Novembro,aproximadamente) e está no álbum Europop (lançado em 1999).
Mais uma música que me traz boas recordações da época. Poxa,vida!. Vamos matar a saudade!. Aumente o som!.



I'm blue da ba dee da ba daa,da ba dee da ba daa,da ba dee da ba daa,da ba dee da ba daa...Solta o som aí pra curtir a DJ Ponte Ice Pop Mix.




Falar da próxima música,também é bastante especial pra mim. Mais uma que exala cheirinho de infância. Serei eternamente grata aos meus vizinhos que sempre faziam churrasco e que viviam passando de carro com som alto na frente da minha casa (hahaha). Infelizmente,não tenho mais contato com eles. Mas,me ''ajudaram'' bastante com essas e outras músicas.
Bom,vamos agora com outro clássico,outra música que tocava pra caramba até cansar. Vamos com 9 PM (Till I Come) do alemão ATB.
Foi produzido por André Tanneberger (ATB). Nos vocais,Yolanda Rivera. Na verdade,9 PM tem samples de outra canção : The Way You Make Me Feel (1998),de Ricky Rich vs Julio Posadas. Foi lançado em 1998 e está no álbum Movin' Melodies (lançado em 1999). Na época em que ouvia,eu não tinha nem ideia de quem era,só sabia que era bom demais. Bons tempos aqueles. E o vídeo?. Quando eu falo de alguma música do ATB ou até mesmo de algum vídeo dele pra minha mãe,ela sempre manda essa : ''Ah,aquele vídeo do frango?'' (haha). Parabéns,André,o frango roubou a cena (hahaha). Brincadeiras a parte,vamos relembrar mais essa deliciosa canção.



Bora curtir!




The Vengabus is coming...
Eu jamais esqueceria deles : Vengaboys. Como falar de músicas dançantes de 1998,sem falar de Vengaboys?. Impossível. Vamos com We Like To Party.
Foi escrito e produzido por Danski (Dennis van den Driesschen) & DJ Delmundo (Wessel van Diepen). We Like To Party foi lançado em 1998 e está no álbum The Party Album (lançado no mesmo ano).
A lembrança do churrasco na casa do amigo do meu pai,ouvindo Vengaboys é tão clara que parece que voltei no tempo. Tenho a imagem certinha na mente,oh céus!. Geral confraternizando no quintal,era a noite,a porta da sala meio aberta (as esposas dos ''manos'' estavam assistindo novela haha ou tentando...). A TV estava ligada,mas o som estava bem alto. Ou seja,ninguém tava ligando pra novela,geral queria curtir Vengaboys (era o que estava tocando no momento). Eu ficava no meu canto,só curtindo o som discretamente. Sim,esse amigo do meu pai tinha o ''The Party Album'',porque em dias de semana,várias vezes quando passava na frente da casa dele,as outras músicas do álbum estavam tocando. Anos depois que eu fui saber ''quem era'' Vengaboys. E olha só,em pleno 2018,estou relembrando e dividindo esse momento com vocês. Eu fico arrepiada. Bora curtir!.



Aumente o volume para a curtir a More Airplay Mix ou você também pode chamar de Extended Mix.



Eu sei que a maioria dessas músicas chegaram e bombaram no Brasil somente em 1999. Muita gente têm uma lembrança bem forte dessas músicas em 99. Eu entendo vocês,eu também tenho,porém elas foram lançadas em 1998 e por isso elas estão aqui.
Eu sei que 2018 já está no fim,mas eu não poderia deixar de fazer esse post especial,celebrando os 20 anos dessas músicas tão especiais pra mim. Ano que vem tem muito mais,mas essas que selecionei para esse post,me marcaram de uma maneira bem forte. É claro que várias outras também,mas deu tempo só de celebrar oficialmente os 20 anos dessas que aqui estão. 
Músicas que me causam alegrias,nostalgia,saudade,arrepios,lágrimas. Eu não consigo crer que são 20 ANOS. É difícil de cair na real. Parece que foi ontem. Estamos velhos,galera. Chegou a hora de assumir! (haha).
E em 2019,mais posts com músicas de 1998. Aguardem,porque a gente vai viajar no tempo juntos!.
Espero que tenham gostado. Obrigada a todos que conferiram mais esse post. Nos encontramos no próximo. Até lá,pessoal!!!.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Entrevista com Daniela (Dhany) Galli

Olá,meus caros e queridos leitores!. Como estão?. Espero que muito bem. Chegando por aqui com algo muito,mais muito bacana pra vocês. Sejam todos bem vindos e obrigada pela visita!!!.

Um dos últimos posts de 2018 só poderia ser dessa maneira : especial. Mais uma entrevista com mais uma excelente e talentosa cantora,que contribuiu bastante para a Dance Music.

Antes de mais nada,gostaria de pedir gentilmente que,caso postem essa entrevista em algum lugar,que deem os devidos créditos ao blog Aninhahy Dance. Parece algo ''simples'',mas dá trabalho pra fazer. Sempre ''tenho que passar'' óleo de peroba na cara,para abordar algum artista e pedir uma entrevista. E é claro,torcer para não levar aquela ignorada básica ou um ''não'' como resposta.

 Se caso ver esta entrevista sem os devidos créditos em algum lugar,por favor,avisem-me. 

Vamos começar com a entrevista de uma das grandes e mais talentosas cantoras da Dance Music : A italiana Daniela Galli (Dhany). Ela topou responder algumas perguntas e dar entrevista para este humilde blog (hehe). Entrevista feita no início do ano (só agora consegui tempo para postá-la,mas antes tarde do que nunca,não é?). Então,se ajeitem na poltrona e bora conferir esta entrevista.



Entrevista com Daniela ''Dhany'' Galli
By Aninhahy Dance Blog

Aninhahy Dance Blog : É um prazer enorme poder falar com Dhany. Agradeço esta oportunidade.
Dhany : O prazer é meu.

Aninhahy Dance Blog : Com quantos anos você teve seu 1º contato com a música?.
Dhany : Meu primeiro contato com a música foi na minha infância...meu pai estava cuidando de mim quando minha mãe estava trabalhando e passamos muito tempo ouvindo qualquer tipo de música.

Aninhahy Dance Blog : Você começou a cantar cedo?.
Dhany : Eu realmente comecei a cantar antes de começar a falar,aos dois anos de idade,e meu pai estava me ensinando e me conduzindo.

Aninhahy Dance Blog : Como você conheceu o produtor Larry Pignagnoli?.
Dhany : Apenas alguns meses após o início da minha carreira profissional,em 1994. Eu consegui enviar uma demo para a gravadora Off Limits e Larry me contatou para uma audição que acabou muito bem. Eu tive muita sorte nisso.

Aninhahy Dance Blog : Quando você decidiu cantar profissionalmente?.
Dhany : Um (a) amigo (a) meu (minha),cantor (a) profissional,me encorajou a começar e encontrar músicos interessados em criar uma banda comigo.

Aninhahy Dance Blog : Somebody To Touch Me foi a 1ª música que você gravou na House/Dance Music. Foi o início do sucesso?.
Dhany : Na verdade,foi o primeiro single e funcionou muito bem. O produtor foi Davide Riva aka Rivaz. Eu acho que foi um bom começo.


Aninhahy Dance Blog : Seu 1º single solo foi Dha Dha Tune,lançado em 1998. Ótima canção,a propósito. E depois One Day In Paradise (Quiero Respirar) foi lançado em 1999. Por que não existe um videoclipe oficial para One Day In Paradise (Quiero Respirar)?. É uma excelente canção.
Dhany : Quiero Respirar foi um sucesso em alguns países da América do Sul,mas na Europa não teve os mesmos resultados. A gravadora não pensou em um vídeo.

Aninhahy Dance Blog : Em 2000,você gravou I Wanna Be Free,pelo projeto Mumm. Eu amo essa canção,só pra você saber. Fale sobre ela.
Dhany : Obrigada. O produtor desta música também foi Davide Riva. Foi muito bem na Itália e alguns seguidores e apreciadores dos anos 90 ainda me perguntam muito sobre essa música e tocam!. É incrivel.

Aninhahy Dance Blog : Também não existe um vídeo para esta canção,né?.
Dhany : Não há nenhum vídeo. Naquela época,a produção de um bom vídeo era muito cara e as gravadoras costumavam fazer vídeos quando as músicas já eram hits ou estavam prestes a se tornar grandes sucessos. Hoje em dia tudo é muito mais fácil. Você pode gravar um bom vídeo profissional mesmo com um orçamento baixo e acessível.

Aninhahy Dance Blog : Em 2001,você gravou mais uma canção : I Feel So Fine,novamente com KMC. Como foi a produção desta canção?.
Dhany : "I Feel So Fine" foi,na verdade,o single de estréia da equipe de Benassi,embora o nome do grupo seja KMC,a equipe de produção e composição já foi composta por Benny e Alessandro Benassi e eu. Chegamos a nº1 nos charts clube do Reino Unido e alguns outros países europeus. O vídeo também foi aclamado em Londres. Grande experiência para todos nós!.

Aninhahy Dance Blog : Em 2004,você se tornou vocalista do projeto Benassi Bros. Como surgiu a ideia?.
Dhany : Como te disse,em 2001,a equipe Benassi já estava formada,depois continuamos escrevendo músicas e músicas nos três anos seguintes,trabalhando muito,até o dia em que chegamos ao topo das tabelas de vendas francesas com os singles "Illusion"cantado por Sandy e "Hit my heart". Isso foi muito bom,ter feito muito trabalho antes,porque de repente as gravadoras estavam pedindo faixas e faixas e nós realmente tínhamos muitas músicas prontas para serem lançadas.


Aninhahy Dance Blog : Hit My Heart foi o 1º single (com seus vocais). Eu ouvi muito essa música na época. O vídeo foi filmado no Brasil,né?.
Dhany : Sim,no Rio de Janeiro!. Impressionante!. Uma das cidades mais bonitas em que já estive.

Aninhahy Dance Blog : As outras canções : Make Me Feel,Rocket In The Sky & Every Single Day,também foram sucesso. Qual é a sua favorita?.
Dhany : Eu ainda tenho um sentimento especial por "Hit My Heart". Há muito de mim nessa música e eu tenho muitas lembranças fantásticas vinculadas a ela.

Aninhahy Dance Blog : Vamos falar sobre o dueto com Sandy Chambers. Isso foi em 2008,eu acho. Ela é uma das grandes cantoras que eu conheço (como você). Como foi essa experiência?.
Dhany : Eu costumava ter ao longo dos anos uma amizade muito próxima com Sandy,que é uma artista fantástica e uma pessoa muito especial. O dueto foi como um sonho que se tornou realidade. Falamos sobre isso durante anos e anos,e finalmente o fizemos com "Break The Wall''. Eu ainda gostaria de fazer mais duetos com ela,nossas vozes combinam tão bem juntas.

Aninhahy Dance Blog : Você tem um (a) cantor (a)/DJ favorito na Dance Music?.
Dhany : Minha artista favorita neste momento é sem dúvida Sia. É simplesmente inacreditável a maneira como ela pode trocar os gêneros,escrever e cantar fantásticos sucessos de Eletro-Dance e Pop. Estou tão espantado com o seu talento e ela é uma grande inspiração para mim.

Aninhahy Dance Blog : Você tem um ídolo na música,em geral?.
Dhany : Muitos para nomeá-los. Todas as Divas dos anos 60,70 e 80,como Aretha Franklyn,Whitney Houston,etc. E tantos músicos icônicos como Stevie Wonder,Sting...Estou aberta a todos os tipos de música.

                                                Photo by lacoccinelle.net

Aninhahy Dance Blog : Seu mais recente single se chama In The Sunshine (colaboração com Walter G.). Fale sobre esta nova canção.
Dhany : Walter G. é um produtor jovem e talentoso que está conquistando cada vez mais atenção na cena House européia. A colaboração com ele me deu a chance de expressar a atitude do house que sempre tive nos meus vocais e foi incrível.

Aninhahy Dance Blog : Você tem um sonho que ainda não se tornou realidade?.
Dhany : Claro,muitos. Mas,felizmente,meus dois maiores sonhos se realizaram!. Passar minha vida fazendo música e ter uma família grande. Então eu me considero uma pessoa muito sortuda. Devemos tentar ser felizes com o que temos em vez de nos arrepender do que não conseguimos.

Aninhahy Dance Blog : Quais são seus futuros planos?.
Dhany : Atualmente estou trabalhando em um show de teatro que está percorrendo toda a Itália e tenho um novo lançamento pronto para sair,com uma equipe de produtores holandeses/irlandeses. E muitos shows em toda a Europa já foram planejados na primavera/verão. Ainda espero realmente chegar à América do Sul para alguns shows mais cedo ou mais tarde.

Aninhahy Dance Blog : Uma mensagem especial à todos os seus fãs brasileiros.
Dhany : O Brasil é uma terra mágica cheia de música e pessoas fantásticas,mesmo que eu não tenha tido a chance de conhecer muito meus fãs brasileiros. Eu realmente sinto o apoio deles nas redes sociais e isso é ótimo!. Eu amo todos vocês!. Muito obrigada!.

Entrevista de Daniela Galli ao Blog Aninhahy Dance!.


Frase bastante sensata e verdadeira,dita por Dhany :
''Devemos tentar ser felizes com o que temos em vez de nos arrepender do que não conseguimos''.

Me sinto imensamente satisfeita e orgulhosa pelo trabalho que fiz. Deu bastante trabalho para realizar,mas a recompensa está aí. Espero que tenham usufruído desta ótima entrevista com a simpática Dhany.

E terei mais e mais trabalho,porque virá muito mais coisa por aí. Em 2019 me empenharei para mais entrevistas. Aguardem,meus queridos!. 

Curtam a Fanpage do blog 

E me sigam no Twitter 

Obrigada a todos que conferiram mais esse post. Nos encontramos no próximo. Até lá,pessoal!!!.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Dance Songs : 1993

Olá,meus caros e queridos leitores!. E aí?. Como passaram o Natal?. Espero que muitíssimo bem. E vem mais música boa por aqui. Sejam todos bem vindos e obrigada pela visita!!!.

O ano de 2018 está quase no fim,porém nessa reta final ainda venho com coisa boa aqui no blog. E é mais um daqueles especiais que curto muito fazer : Dance Songs. E no de hoje,vamos com canções dançantes do ano de 1993.


Perceberam que só tem musicão,né?. Bom,vocês ainda não sabem as músicas,mas já tem uma ideia pelos astros que ali estão.

Essas músicas maravilhosas já estão adultas (haha). Isso porque em 2018 elas completaram 25 anos. Como disse em posts anteriores como este,não houve tempo suficiente para fazer posts comemorativos. Por isso,no próximo ano,continuei a fazer posts com super canções,de seus respectivos anos. Resumindo,no caso de 1993,continuarei postando músicas dessa época,mesmo que em 2019 elas já estejam com 26 anos (e fora dos especiais comemorativos).

Bom,acho que podemos começar. Preparem-se,porque é só música boa,meus queridos.

E que tal se começarmos com Double You?. Pois é com esse projeto maravilhoso que iniciamos os trabalhos por aqui.
E a música da vez é simplesmente Part-Time Lover. Eu adoro!. E ela foi escrita por Andrea De Antoni,Franco (Francesco) Amato,Francesco Alberti e William Naraine.
Nos vocais,além do talentoso William Naraine,a outra super talentosa Alessia Aquilani (Alexia). Na produção,um dos mais talentosos produtores que eu conheço : Roberto Zanetti (Robyx). Com essa equipe só poderia dar boa coisa. A música foi lançada em 1993 e está no ''The Blue Album'' (lançado em 1994). Bora curtir esse som aí. Ah,e a mina que aparece ali não é a Alexia (oh,novidade...).



Está é a minha versão favorita de Part-Time Lover : Planet Mix




E vamos seguindo com mais uma música deliciosa de se ouvir. Vamos de J.K. e a canção Beat It. A música foi produzida por Larry Pignagnoli e David Riva e lançada em 1993. Nos vocais,a talentosa e bela Giovanna Bersola (Jenny B.). Sim,ela também ''emprestou'' sua bela voz para o J.K. A música,infelizmente não tem vídeo. Mas,se tivesse,a gente já sabe o que teria nele,né?. Aumente o volume e bora curtir mais esse super som.



Extended Version




E vamos com mais um musicão. Mais uma que simplesmente adoro : Captain Hollywood Project - Impossible. A música é de Michael Eisele,Nosie (Jürgen) Katzmann,Giora Schein e Thomas Hübler. Foi escrito por Tony Dawson-Harrison e Nosie Katzmann.
Nos vocais,a talentosa cantora americana Kim Sanders. Foi lançado em 1993 e está no álbum Love Is Not Sex (lançado no mesmo ano). A música tem vídeo,porém Kim não aparece nele,quem aparece é Petra Spiegel (que depois gravou para o projeto). Esse som merece ser ouvido nas alturas.



A New Extended Version é estupenda!.




Preparem-se. Se o negócio está bom,agora ficará melhor ainda. Sente só o clássico que vem chegando : Culture Beat - Mr. Vain. Foi arranjado por Steven Levis,Peter Zweier e Torsten Fenslau. Jay Supreme e Nosie Katzmann também contribuíram. O próprio Torsten produziu a música.

Nos vocais,a maravilhosa Tania Evans e Jay Supreme. A música foi lançada em 1993 e está no álbum Serenity (do mesmo ano). Mr. Vain é uma daquelas músicas que não envelhecem nunca. É um dos maiores hits dos anos 90. Clássico mesmo.

Eu citei o Torsten Fenslau e fiquei mal. Pra quem não sabe,Torsten foi um dos produtores mais influentes da Alemanha (na Dance Music daquele país). Sim,eu disse foi. Infelizmente ele faleceu em 6 de Novembro de 1993,vítima de um acidente de carro. Justamente no auge,ele partiu. Uma pena. Mas,sua música vive,tanto que vive,que vamos relembrar esse clássico maravilhoso.



Eu adoro todas as versões de Mr. Vain e foi difícil escolher qual colocar aqui (haha). Mas,escolhi esta : Decent Mix




É de clássico que vocês gostam?. Então,é de clássico que vamos seguir por aqui. Dessa vez,vamos de DJ Miko - What's Up. Na versão de DJ Miko,What's Up foi produzido por Massimo Artusi e Riccardo Stecca.

Eu disse na versão,porque trata-se de uma versão cover do sucesso de 4 Non Blondes.

Nos vocais,temos a talentosíssima Maria Caprì (sim,a do projeto Martine). A voz dela é tão marcante que é quase impossível não reconhecer.

What's Up foi lançado em 1993,mas só foi aparecer em um álbum do DJ Miko em 1999,no The Last Millenium.

Para a noooossa alegria,a música tem vídeo. Mas,para a noooossa tristeza,Maria não aparece nele e sim uma modelo (ooooh,que surpresa!). Bom,mesmo assim,bora conferir.



Aumenta o som aí!




Para finalizar em grande estilo,vamos com Haddaway - Life. A música é de Dee Dee Halligan (Dieter Lünstedt) e a letra de Karin Hartmann-Eisenblätter. Foi produzido por ambos os citados acima.

Life tem uma pegada bem gostosinha,super bacana de ouvir. Foi lançada em 1993 e está no ''Haddaway - The Album'' (lançado no mesmo ano). Bora curtir essa deliciosa canção do talentoso Haddaway.



Everybody needs somebody to loooove,to loooove...Aumenta o som!



E assim,chegamos ao vim dessa viagem no tempo,mais precisamente em 1993. Bom,ainda estamos em 2018,então essas maravilhas têm 25 anos. Músicas que durarão por longos e longos anos. Estamos aqui para mantê-las sempre tocando por aí.

Espero que tenham gostado. Obrigada a todos que conferiram mais esse post. Nos encontramos no próximo. Até lá,pessoal!!!.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Feliz Natal

Olá,meus caros e queridos leitores!. Tudo tranquilo?. Espero que sim. Então é Natal...Sejam todos bem vindos e obrigada pela visita!!!.

E mais uma vez chegamos numa das datas mais belas e comemorativas do ano. E como sempre,um post especial para esse dia.

Dia esse que todos nós (na medida do possível) nos reunimos com a família (apesar do ano ter sido de muitas tretas familiares para algumas pessoas,se é que vocês me entendem...),dia de ouvir um som até o talo e comer feito um porco (haha).

Mas eu,antes de fazer tudo isso,dou uma chegadinha primeiramente por aqui,porque vocês também contam na minha lista de prioridades.


Desejo que todos vocês tenham um excelente Natal. Tenham um momento de alegrias e good vibes. Que vocês possam estar com aqueles que lhe fazem bem,que lhe dão motivos para sorrir e seguir em frente.

Na noite natalina,busque realmente o espírito do Natal,deixe ele dominar você. Extravase mesmo,nas risadas,na energia,na bondade,na felicidade,na comida (haha),enfim,na celebração.

A família é o nosso maior tesouro,é a coisa mais valiosa que temos. Todos os dias são dias para demonstrar a importância da nossa família,mas no dia de Natal é primordial demonstrar coisas boas aos nossos familiares. Graças à Deus,estarei com minha família,celebrando mais um Natal.

Meus adorados leitores do blog e curtidores da minha página (https://www.facebook.com/AninhahyDanceBlog/),tenham um Natal abençoado e de completa paz. Aproveitem muito e celebrem as coisas boas desse dia tão importante e bonito. Feliz Natal!.

E como sempre,um sonzinho para animar e balançar o esqueleto,em clima natalino. Volume nas alturas e vamos celebrar o Natal com Eurodance,queridos!.



Divirtam-se,amados!. 
Obrigada a todos que conferiram mais esse post especial. Nos encontramos no próximo. Até lá,pessoal!!!.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Corona : 25 anos de The Rhythm Of The Night

Olá,meus caros e queridos leitores. Tudo bem por aí?. Espero que sim. Sejam todos bem vindos e obrigada pela visita!!!.

Musicão completando 25 anos e nós vamos celebrar.

Como podem ver pelo título do post de hoje,falaremos de um dos maiores clássicos das pistas dos anos 90. E é claro,de um dos projetos mais controversos também. Sim,falaremos do super hit The Rhythm Of The Night,do projeto Corona.


Sim,eu disse PROJETO. Muita gente cai no erro de falar ''A CORONA'' (apesar de Olga ser dona do nome atualmente). Não façam isso!.

Corona foi criado em 1993 e a primeira música surgiu : The Rhythm Of The Night. A música foi escrita por Francesco Bontempi (Lee Marrow),Giorgio Spagna...Vocês estão vendo a primeira bela na imagem acima?. Reconhecem?. Sim,ela mesma,Annerley Gordon. Mas o que ela tem a ver com Corona?.

Simples,Annerley tem muito a ver com Corona. Todos nós sabemos que Ann tem um talento enorme cantando,mas ela também é super talentosa compondo. Bingo!. Ann ajudou Francesco e Giorgio a compor/escrever The Rhythm Of The Night. E ela também ajudou a compor outro sucesso do Corona : Try Me Out

Obviamente que,neste post comemorativo (de The Rhythm Of The Night),nós temos que incluir Ann porque sua ajuda foi fundamental e merece ser lembrada.

Música feita,só faltava a voz. E quem poderia cantar a música do então novato projeto Corona?. Simplesmente,uma das maiores vozes da Eurodance. A italiana bela e talentosa Giovanna Bersola (Jenny B.).

Giovanna ''emprestou'' sua bela voz e gravou para o Corona. A música foi indo,foi indo e foi alcançando destaque. Não deu outra,já era um sucesso. Porém,havia um problema. Giovanna apenas gravou a música e não tinha pretensão (creio eu) de mostrar sua cara. Não se sabe o real motivo,se foi por questão de contrato,por não ter uma ''imagem adequada'' ou por vontade da própria.

                            Jenny B. live 2007 (photo by Giovanna's Myspace page)

A música ganhando bastante atenção e o projeto precisava urgentemente de uma ''cara''. Eis que entra a bela brasileira Olga de Souza. Sua função era representar o projeto e lá foi ela. Gravou o vídeo de The Rhythm Of The Night e BOOM. Ela começou a aparecer em apresentações ''ao vivo'',capas dos singles seguintes,álbuns,etc. Uma coisa podemos dizer,Olga tinha gingado e performance. Mas,infelizmente,era só isso mesmo.

Olga cativou o público com suas performances e sua simpatia. O público adorava vê-la no palco,era energia garantida. Nisso,o público brasileiro passou a ter,digamos,um orgulho danado de ver que a ''vocalista'' do Corona,era brazuca.

Com todo esse boom,como disse anteriormente,ela começou a fazer apresentações mundo a fora,inclusive participou do Domingão do Faustão,em 1994. Lá,ela (claro) mostrou todo o seu suingue performático.

                                                   Olga e Faustão em 1994

Mas,nem tudo foram flores. Olga dublava Jenny B. (e Sandy Chambers) e foi se mantendo até onde deu. A coisa foi mudando de figura com o declínio da Eurodance. Somente em 2000,ela começou a gravar músicas com sua própria voz. Olga,atualmente ainda se apresenta com o nome Corona. Nas suas apresentações,podemos ver que ela canta com sua voz,que é completamente diferente da original gravação (claro,não é ela). Mas também,em algumas apresentações,ela usa playback,ou seja,a original gravação.

É triste ficar falando dessas maracutaias,mas a Eurodance tem disso,infelizmente,então a gente tem que falar. E não adianta querer ''tapar o sol com a peneira'',dar aquela ''passada de pano''. Olga serviu (na época) apenas para capas,clipes e apresentações. Eu sei que dava um certo orgulho de falar : ''Ela é brasileira'',''Ela representa o Brasil'' e tal,mas...

Tem gente que não quer aceitar que foi enganado,finge que não vê. Está tudo aí pra ver,mas alguns insistem e beiram a burrice (me desculpe,mas é verdade). Mas como dizem,o pior cego é aquele que não quer ver.

Não acho isso (as mutretas) correto e nunca acharei,porém desejo que Olga continue seguindo seu caminho e que seja feliz nos palcos da vida (já que ela aprendeu a cantar).

Observem a imagem a seguir. É de um jornal italiano e foi publicado na página oficial (pelo menos parece ser) da Giovanna no Facebook :


O texto diz :

'' A canção de Corona,The Rhythm Of The Night que foi despovoada em nosso país no verão de 1994,foi gravada no estúdio por Jenny B. (nome artístico da cantora Giovanna Bersola,de Catânia),mas a performance ao vivo foi realizada pela dançarina brasileira Olga Maria de Souza,escolhida como mulher- imagem (front-lady) do grupo''

Link : https://www.facebook.com/jennybofficial/

O que dizer depois disso?. 

Corona - The Rhythm Of The Night (1993)

Annerley Gordon : Co-compositora
Giovanna Bersola (Jenny B.) : Vocais
Olga de Souza : Modelo/performer

Alguns detalhes eu deixei passar batido,perdão. The Rhythm Of The Night tem samples de 3 canções,sendo elas : Save Me,de Say When! (1987),Scream For Daddy,de Ish Ledesma (1986/1987) e Playing With Knives,de Bizarre Inc. (1991). Segue abaixo,os links das músicas :

Say When! - Save Me 
 https://www.youtube.com/watch?v=e5lx7RnASkU

Ish Ledesma - Scream For Daddy 
https://www.youtube.com/watch?v=otGlv0VGtQs

Bizarre Inc. - Playing With Knives
https://www.youtube.com/watch?v=TLlvYaCZ8Vc

Você ouve a Save Me e percebe bastante semelhança com The Rhythm. 

Agradecimentos ao leitor Leandro Emilio pela lembrança. 

Vamos relembrar esse classicão de 25 anos. Bora aumentar o volume. Boa vibe e boas recordações,galera!!!.



Aqui podemos ver Jenny B,mandando ver The Rhythm Of The Night no gogó



Aqui vai um bônus : Algumas músicas com vocais de Giovanna :



Jesus nos acuda!. Aprecie esta performance da Olga,se apresentando em Madrid :



Aqui,temos Giovanna se apresentando na Itália,em 2012. E canta The Rhythm Of The Night (começa em 01:41).



Aumente o som e vem pra pista!



Olga fez um bom trabalho entretendo o público,mas temos que sempre exaltar a real dona da voz de The Rhythm Of The Night,que é Giovanna Bersola. Uma das maiores vozes da Eurodance,sem dúvida.

Lá na Itália,eles sabem que Corona é Giovanna Bersola e Sandy Chambers,mas alguns brasileiros não se tocam disso e preferem viver dentro de uma bolha,no seu mundinho encantado,sem aceitar a verdade. Já falei com algumas pessoas sobre a mutreta do Corona,algumas viram que era real,outras me chamaram de doida. É triste. Mas,contra fatos não há argumentos. 

E esse foi o especial de 25 anos desse clássico imortalizado. Espero que tenham gostado. Obrigada a todos que conferiram mais esse post. Nos encontramos no próximo. Até lá,pessoal!!!.